O controle de contas da sua empresa precisa ser visto como uma obrigação. Apesar de ser indispensável, muitas vezes fica de lado em detrimento de tarefas urgentes, normalmente geradas pela falta de processos bem desenhados, entre outros problemas comuns à gestão de empresas.

Tudo bem, não é fácil. Os problemas do seu negócio não serão resolvidos da noite para o dia. Porém, é preciso se esforçar e dedicar algum tempo ao controle de contas do seu negócio.

Fazer o controle de contas da empresa é algo que traz muitas dúvidas para os empresários e gestores responsáveis pela tarefa. Pudera, em meio a tanta complexidade na rotina do negócio, cuidar dessa missão se torna algo difícil, especialmente pela falta de tempo e conhecimento técnico.

Essa é uma tarefa que deve ser realizada junto de um contador, mas se você ainda está dando os primeiros passos rumo ao equilíbrio financeiro, separamos algumas dicas que te ajudarão nessa jornada!

Como fazer o controle de contas?

O planejamento financeiro é indispensável. Sem ele, o controle de contas simplesmente não funciona! Tenha uma planilha ou utilize um software próprio para a gestão financeira. Lá, você terá acesso a todas as despesas fixas e variáveis do negócio, podendo se programar para as entradas e saídas com maior agilidade e assertividade!

Organização é indispensável. É com isso que você terá tempo para gerar relatórios e se preparar para o que vier pela frente. A previsibilidade financeira depende de uma boa organização, e quando somada ao controle financeiro, permite um controle de contas muito mais preciso e útil para o seu negócio a curto, médio e longo prazo.

Tenha visão sobre as entradas e saídas. Nunca é demais dizer isso! Um dos grandes problemas de empresas de diversos portes e segmentos é a falta de visão sobre o que entra e sai da empresa. Assim, fica difícil compreender de onde vem o dinheiro e para onde ele vai, o que cria um ambiente bastante caótico no negócio.

Para o seu plano de contas funcionar, é necessário ter bastante atenção aos detalhes. Mesmo as menores movimentações financeiras podem fazer uma enorme diferença. Portanto, será preciso registrar tudo.

Receba antes de pagar e pague, em dia!

Um dos grandes erros de empresários é pagar contas antes mesmo de receber dos clientes. Quando há inadimplência, a situação fica caótica demais! É fundamental firmar compromissos com fornecedores apenas após o recebimento do que lhe é devido. Inclusive, vale exercitar a relação com os fornecedores para negociar possíveis descontos, condições especiais e prazos de pagamento.

Pagar as contas sem atrasos também evita a incidência de juros e outros problemas.

Se possível, antecipe pagamentos, especialmente quando houver a possibilidade de conseguir descontos para pagamentos antecipados.

Esteja sempre pronto para contratempos!

Construir um fundo de emergência é fundamental para superar quaisquer situações negativas, sejam causadas por crises financeiras, fatores internos ou mesmo pandemias como a que vivemos atualmente. Estar pronto é imprescindível, mas para isso, você precisará ter um controle financeiro impecável, caso contrário, dificilmente conseguirá poupar algum dinheiro mensalmente.

Converse com seu contador, conheça as possibilidades. Saiba se existem vantagens tributárias a serem aproveitadas, tente economizar de maneira estratégica e guarde um pouco do dinheiro da empresa todo mês.

Compartilhe!