A LGPD veio para mudar diversos setores do Mercado nacional. A lei de proteção de dados realmente muda a maneira de se armazenar dados. Hoje, abordaremos sobre o que você precisa saber sobre departamento pessoal e LGPD. Ainda não sabe o que vai mudar no setor de RH da sua empresa com o início das sanções da LGPD marcadas para agosto de 2021? Não dá mais para esperar…

LGPD: O que vai mudar para o RH

A LGPD tem ligação direta com o setor de departamento pessoal de qualquer empresa, já que a Lei tem envolvimento direto com o armazenamento de dados pessoais, seja de clientes ou até mesmo dos profissionais de sua empresa. Portanto, estar atento às mudanças que a LGPD trará ao setor de RH é fundamental para que sua empresa não pague altas multas por descumprimento de Leis, que em alguns casos podem custar até 50 milhões de reais. Já pensou?  

Venha descobrir tópicos importantes que mudará no departamento pessoal com a LGPD:

Registro de documentos com a LGPD

Até o simples registro de documentos advindas de admissões, entrevistas e armazenamento de dados de clientes e leads, mudarão! Agora com a LGPD você precisará armazenar e captar esse processo com total segurança para com os dados dos envolvidos. Para além da segurança, é importante estar atento sobre como conseguir acessos a esses dados e quem terá acesso aos mesmos. 

Autorizações e consentimentos

Com a entrada da LGPD em um cenário virtual cada vez mais acentuado de captação de dados pessoais, será imprescindível buscar autorizações e consentimentos de seus usuários como um todo. Isso mesmo! Caso você não tenha o controle de autorizações para o recolhimento de dados, isso poderá se tornar um grande problema. 

Logo, é importante a criação de um pop-up na página inicial de seu site alertando os usuários sobre cookies e formulários de captura de dados e a aceitação do mesmo. Já no departamento pessoal, adotar contratos e cláusulas já com requerimento de aceitação de captura de dados é fundamental. 

Política de segurança

Esteja atento em ter uma política de segurança mais fortificada no Departamento pessoal da sua empresa. Essa política de privacidade tem de aparecer nos contratos de admissões em forma de confidencialidade obrigatória por parte dos profissionais que compõem a empresa, entre outros. 

Já no seu site, será preciso criar uma página de política de privacidade com todas as informações sobre o tratamento de dados de seus usuários, por parte da empresa. A não feitura dos tópicos citados acima podem levar até mesmo ao banimento da empresa no que tange coletar dados.  

Treinamento de seus profissionais

Você e sua empresa precisam se preocupar em especializar seus profissionais do departamento pessoal para o que tange a LGPD. Levantar todos os temas e treinar seus profissionais para se defender frente a ataques cibernéticos e mais atenção no espaço físico até pequenos processos com dados pessoais. 

Não proporcionar a profissionalização de seus profissionais através de uma gestão de alerta e defensiva aos assuntos acerca da LGPD é um erro que poderá custar caro. 

Investimento de tecnologia

Será preciso investir em tecnologia para manter todo espaço de armazenamento e tratamento de dados pessoais seguro. O primeiro passo é ter uma equipe de Tecnologia da informação em sua empresa. Busque ações como limitar a tentativa de número de acessos para acessar o espaço de armazenamento, restrições de acesso para determinados funcionários, investir em criptografia, captura biométrica e também em hospedagens  com VPNs serão ótimas ações para defesa de seu departamento pessoal, bem como toda a empresa. 
LGDP tem tudo a ver com planejamento. Então, aproveite para ler também: Gestão no pós-pandemia: 5 ações que sua empresa precisa adotar

Compartilhe!