Como vai a gestão financeira e a saúde contábil do seu negócio durante a pandemia?

Algumas pessoas têm relatado dificuldades para obter a tão necessária previsibilidade financeira, e isso pode ser um sintoma de um problema muito maior. Além disso, é um indicativo de que essa situação pode ser muito comum no mercado e afetar um grande número de negócios por todo o país.

Considerando que estamos passando por um dos momentos mais difíceis da história do país, é natural que a cabeça fique bem cheia e esqueçamos de algumas tarefas primordiais dentro do trabalho. Porém, isso não significa que os erros devem ser aceitos como uma situação normal daqui para frente. Pelo contrário, é necessário entender onde os deslizes acontecem e aprender a evitá-los.

Estes são os 4 erros de gestão financeira que você deve evitar

Com um pouco de calma e bastante disciplina, é possível entender os erros mais comuns que você mesmo está cometendo e começar a trabalhar em medidas para corrigir problemas e aprender a evitá-los. Lembre-se: o momento é delicado o bastante e você não precisa de mais uma preocupação!

Pensando nisso, separamos 4 erros clássicos, que se agravam conforme a rotina fica acelerada e a mente se torna cheia. São situações que passam despercebidas por empresários de vários portes e segmentos todos os dias, e não necessariamente representam uma novidade por conta da pandemia. A questão é que a crise agravou essa situação e possivelmente aumentou a incidência dessas situações em empresas por todo o país.

Vamos aprender?

1 – Deixar o fluxo de caixa de lado

Este é um dos piores erros de gestão financeira que uma empresa pode cometer. Se você quer ter previsibilidade financeira, precisa entender que o controle de fluxo de caixa não pode ficar de lado. É um trabalho diário, que deve ser realizado de maneira informatizada e ao final do expediente. Muitas coisas podem acontecer e levar ao esquecimento da importância da tarefa. Em alguns casos, pode até parecer normal deixar para o dia seguinte, quando você julga que terá mais tempo livre.

Mas, é preciso realizar a tarefa diariamente. Quanto mais você postergar, maiores as chances de esquecer algo ou cometer um erro, comprometendo toda a previsibilidade financeira.

2 – Esquecer de registrar movimentações

Pegando carona na dica acima, um clássico erro de gestão financeira, normalmente atrelado ao ato de deixar o controle de fluxo de caixa para o dia seguinte, é esquecer de registrar uma ou mais movimentações. Às vezes é algo pequeno, ou o controle foi realizado de forma manual e, quando o registro deveria acontecer, o papel se perdeu.

São muitas possibilidades, mas toda movimentação financeira precisa ser registrada assim que acontecer. Utilize softwares específicos para o seu segmento e garanta que todos os envolvidos saibam lidar com essa missão.

3 -Colocar despesas pessoais na conta da empresa

Outro erro que não é uma novidade, mas acaba acontecendo bastante durante a crise econômica. Misturar finanças pessoais e empresariais é um grave erro de gestão financeira. Você não deve fazer isso em hipótese alguma, não importa o preço! Mesmo pequenas despesas pessoais podem acabar por impactar todo o planejamento do negócio.

4 – Não especificar seu pró-labore

Como você e sua empresa podem ter qualquer nível de previsibilidade financeira, se não existe um pró-labore definido? É necessário saber quanto você irá receber mensalmente, tanto para preparar o caixa do negócio quanto garantir que suas finanças pessoais estejam sob controle.

Um dos maiores erros do empresário é achar que não precisa especificar o pró-labore, apenas porque julga que existem muitas outras prioridades esperando para serem resolvidas. Lembre-se: a existência de um problema não justifica a criação de outro.

Está enfrentando uma ou mais situações como estas? Entre em contato conosco. Com uma contabilidade ao seu lado, é muito prático evitar estes erros e ter uma gestão financeira sólida. Conte com a FINTT para te orientar!

Compartilhe!